terça-feira, 4 de março de 2014

[Resenha] Livro 01 - The Body Finder: Ecos da Morte - Kimberly Derting


Oii, tudo bem?


Violet Ambrose tinha tudo para ser uma garota normal exceto pelo fato que ela era capaz de achar cadáveres,  mas não qualquer tipo de cadáveres e sim daqueles, animais ou pessoas que foram assassinadas. Mas como ela era capaz de achar esses corpos? Eles emitiam à ela algum tipo de som, cor, cheiro ou até mesmo gosto perceptível somente a ela, ela chamava esses tipos de sinais de ecos, e era como se ela fosse atraída para eles, como uma força invisível. Quando criança ela achava muitos passarinhos, ou animais mortos já que morava muito perto de um bosque, mas uma vez quando era criança, tinha apenas 8 anos ela encontrou o corpo de uma garotinha. Uma garotinha da idade dela e isso nunca mais saiu de sua cabeça, aquela lembrança, aquela sensação, aquele eco.

“ Podiam emitir uma energia – um eco sensorial – no rastro de seu assassinato, como uma farol de luz que só ela podia encontrar, e que a informava sobre o local exato onde tinham sido abandonados. Podia ser qualquer coisa... um cheiro, uma explosão de cor, um gosto no fundo da boca, ou uma combinação de diversas sensações simultâneas.”

Com o passar dos anos Violet foi capaz de apender a ignorar esses ecos, se não prestasse atenção eles viravam simplesmente estática. As únicas pessoas que sabiam de seu segredo eram: seus pais, tios e seu melhor Jay. Oh, Jay. Um dos maiores problemas de Violet no momento. Ela estava simplesmente e inegavelmente apaixonada por Jay, principalmente quando o verão acabou e ele voltou tão mudado: corpo, aparência. Ele estava muito bonito. Ela temia mais que tudo que se ele descobrisse tal fato sua amizade acabaria para sempre. Isso não podia acontecer.
Para Violet um dos maiores problemas dela era sua paixão por Jay, até que em uma simples festa perto de um lago, durante um passei de jet ski, ela percebe algo diferente, algo que chamava ela, um eco, sem saber o por que ela não consegue ignorar  o “chamado” e vai atrás dessa sensação. Isso foi uma das piores decisões  que ela já tomou. O eco não era de um animal morto ou coisa parecida, era de um cadáver humano, de uma menina, de uma meninas que ela conhecia. E a partir daí sua vida vira de ponta cabeça.
Violet decide que vai atrás do assassino depois que mais três meninas de sua cidade e cidades próximas somem, e não há pistas de seus paradeiros. No meio disso ela descobre que Jay é tão apaixonado por ela quando ela é por ele e nisso eles embarcam em uma aventura para achar o assassino e voltarem ás suas vidas normais.

“ A mera ideia a deixava fisicamente doente, enquanto imaginava compartilhar qualquer parte da essência da própria vida com ele.”

Bom, Ecos da Morte é um livro maravilhoso, adoro os personagens, principalmente Jay e seu senso de humor mas muitas vezes Violet me cansa com suas milhões de duvidas e inseguranças que as repostas estão bem na cara dela, Ela é a típica adolescente apaixonada pelo melhor amigo de infância, tirando isso o livro é excelente, o final então é tão surpreendente que eu acabei pulando o prólogo, da para acreditar? Sim, fiquei tão atordoada com o capítulo final que simplesmente fechei o livro e só depois de duas semanas que descobri que havia um prólogo e que eu estava chateada a toa. A descoberta do assassino é surpreendente, estava bem embaixo de nossos narizes e não percebemos. Enfim, espero ler a continuação logo para descobrir o que mais vai acontecer.

Bom espero que tenham gostado, não esqueçam de comentar!
Até mais, beijos ;*

Luuh

3 comentários:

  1. Oi Luíza, indiquei seu blog para responder uma TAG, espero que goste: http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/2014/03/tag-versatile-blogger.html
    Bjos
    Tabatha

    ResponderExcluir
  2. Oi Luíza, te indiquei para fazer uma tag: http://acervodeamor.blogspot.com.br/2014/03/tag-2-versatile-blogger.html
    Espero que goste!
    Beijos

    ResponderExcluir